Químicos do ABC compõem missão de observadores internacionais nas eleições presidenciais do Panamá
Químicos do ABC compõem missão de observadores internacionais nas eleições presidenciais do Panamá

faceSindicato Químicos do ABC


Raimundo Suzart integra delegação do sindicato global ICM que acompanha o candidato Saúl Mendez (FAD)



O presidente do Sindicato dos Químicos do ABC, Raimundo Suzart, é um dos observadores internacionais das eleições presidenciais no Panamá, país da América Central. Ele integra a delegação de sete líderes sindicais da Internacional de Trabalhadores da Construção e da Madeira (ICM) e dois observadores da Coopal de El Salvador que acompanha o candidato da Frente Ampla pela Democracia – FAD (Frente Amplio por la Democracia, em espanhol). São sindicalistas da Alemanha, Suíça, Noruega e Brasil.

A FAD concorre ao pleito com o líder sindical da construção civil Saúl Mendes, que também é vice-presidente mundial da Internacional de Trabalhadores da Construção e da Madeira (ICM), sindicato global ao qual os Químicos do ABC se afiliaram no ano passado.

As eleições gerais no Panamá, realizadas neste domingo 5 de maio, contou com a participação de mais de 200 observadores internacionais devido ao cenário turbulento por que passa o país, marcado por atos de corrupção, nepotismo e dúvidas na transparência do processo.

O principal objetivo da delegação da ICM foi garantir condições de igualdade na disputa.


Fotos


skip_previous skip_next
Facebook WhatsApp