Nota da Fetquim sobre o veto de Bolsonaro ao comercial do BB
Nota da Fetquim sobre o veto de Bolsonaro ao comercial do BB

faceFetquim


O presidente precisa governar para os outros 47% de brasileiros e brasileiras que disseram “não” a ele no segundo turno



É com total inconformismo que a Fetquim vem a público repudiar o veto do presidente Jair Bolsonaro à campanha publicitária do Banco do Brasil para jovens, que trazia mulheres e homens negros, uma das personagens transexual e pessoas com tatuagens e cabelos coloridos para representarem a diversidade racial e sexual do País.


Além do veto, Bolsonaro mandou demitir o diretor de Comunicação e Marketing do banco, Delano Valentim, pelo descontentamento com o vídeo.


Lembramos que o presidente foi eleito com 55% dos votos, mas precisa governar para os outros 47% de brasileiros e brasileiras que disseram “não” a ele no segundo turno.


Respeitar a diversidade étnica, racial, de classes e de orientação sexual é um dever de todos, principalmente do presidente.


Daniele de Cássia Franco


Secretária de Políticas Sociais da Fetquim


Fotos


skip_previous skip_next
Facebook WhatsApp